Brasil perde mais uma na Fed Cup e joga contra descenso

Início    /    Tênis    /    Brasil perde mais uma na Fed Cup e joga contra descenso
Por Raphael Favilla  •  10 de Fevereiro de 2017

A equipe brasileira da Fed Cup sofreu sua terceira derrota em quatro confrontos durante a semana no no Zonal Americano I, que está sendo disputado nas quadras duras do Club Deportivo la Asuncion, em Metepec, no México. As algozes desta sexta-feira foram as chilenas.

Com apenas uma vitória no confronto contra o México, o Brasil ficou na quarta posição de seu grupo na Fed Cup e terá que disputar um playoff contra o rebaixamento neste sábado diante da Bolívia, que sequer venceu uma partida de simples ou duplas durante a semana. Quem perder cairá para o Zonal Americano II da Fed Cup.

Na abertura do confronto, Gabriela Cé derrotou Barbara Gatica por 2/6, 6/3 e 6/0. Logo depois, Teliana Pereira começou bem o jogo contra Daniela Seguel e chegou a liderar o set inicial por 5/2, mas permitiu a reação da rival chilena, que venceu por duplo 7/5.

Com a derrota da Colômbia para o México, o jogo jogo de duplas ganhou caráter decisivo para as duas equipes, já que uma derrota deixaria as brasileiras na quarta posição do grupo e as colocaria no playoff contra o rebaixamento, enquanto as chilenas precisavam da vitória para assumir o primeiro lugar na chave.

Em uma primeira parcial equilibrada, as brasileiras chegaram a ter três set points quando lideravam por 6/5, mas não conseguiram a quebra de saque que lhes daria a vantagem e perderam o set no tiebreak. Na segunda parcial, Teliana e Cé cederam só dois pontos no saque e empataram a partida, mas as chilenas dominaram o terceiro set e venceram o jogo.

O Chile chegou à sua terceira vitória na Fed Cup e ficou com a mesma campanha da Argentina, país contra quem leva vantagem no confronto direto, e se classificou para enfrentar o Canadá. Quem vencer irá disputar os playoffs do Grupo Mundial II. Além de Brasil e Bolívia, México e Venezuela fazem o outro playoff contra o rebaixamento.

Publicidade