De olho nas Olimpíadas

Início    /    Tênis    /    De olho nas Olimpíadas
Por Raphael Favilla  •  15 de Julho de 2016

Faltando apenas 21 dias para o início da Rio 2016, o duelo entre Brasil e Equador pela Copa Davis é uma excelente oportunidade de preparação para os tenistas brasileiros que irão disputar os Jogos em agosto. O confronto entre as seleções sul-americanas será na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, onde a quadra é bastante semelhante à do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. É também uma chance dos atletas se prepararem para jogar em casa, diante da pressão da torcida local.

"É muito similar o que nos vamos encontrar lá no Rio, em quadra dura, em frente a torcida brasileira. Eu e o Bruno vamos jogar juntos em Washington, visando a preparação para os Jogos. Esses dois torneios vão ser muito importantes para a Olimpíada", destacou Marcelo Melo.

Mineiro como seu parceiro, Bruno Soares garantiu que a pressão não vai entrar em quadra.

"Para gente, jogar aqui em Belo Horizonte e no Minas é duplamente especial. Sensações parecidas, jogar em frente à nossa torcida. A Copa Davis é uma competição diferente, assim como a Olimpíada, de não jogar pela gente, mas sim pelo nosso país. Nosso primeiro grande objetivo é ganhar esse confronto, mas já pensando a longo prazo, que é preparar para o Rio", afirmou Bruno.

Com o melhor time à disposição para o confronto, o técnico João Zwetsch contará nas simples com Thomaz Bellucci (49º) e Rogerinho (90º), e nas duplas com Marcelo Melo (6º) e Bruno Soares (8º). Apesar da grande diferença de ranking entre Brasil e Equador, o treinador destacou em entrevista coletiva a preparação da equipe brasileira para o duelo, descartando o favoritismo:

“No papel nossa equipe é melhor, mas temos que ter na cabeça o respeito e a preparação adequada para enfrentar qualquer equipe, seja ela qual for. Conversamos constantemente sobre o confronto. Conhecemos todos os jogadores deles. Trocamos ideias para avaliarmos como podemos aproveitar melhor as condições e explorar os pontos negativos deles”.

Os dois jogos desta sexta-feira serão entre os jogadores de simples. Número 2 do Brasil, Rogerinho abre os trabalhos contra Emilio Gomez (317°), às 16h. Logo depois, será a vez de Thomaz Bellucci encarar Roberto Quiroz (434°).

 

Além dos quatro atletas olímpicos, o Brasil também terá os tenistas reservas Guilherme Clezar, Orlando Luz e Marcelo Zormann, além dos juvenis Mateus Alves, Thiago Wild e Lucas Dini.

Confira a programação do confronto:

Sexta-feira (15/07)

16h - Rogério Dutra Silva x Emilio Gomez

em seguida - Thomaz Bellucci x Roberto Quiroz

Sábado (16/07)

14h - Marcelo Melo / Bruno Soares x Emilio Gomez / Roberto Quiroz

Domingo (17/07)

12h - Thomaz Bellucci x Emilio Gomez

em seguida Rogério Dutra Silva x Roberto Quiroz

Publicidade