Marcelo Melo faz dupla com Andy Murray em Eastbourne

Início    /    ATP    /    Marcelo Melo faz dupla com Andy Murray em Eastbourne
Por Nittenis News  •  18 de Junho de 2019

A preparação do mineiro Marcelo Melo na grama para a disputa da edição desta ano de Wimbledon ganhou mais um torneio, em que terá um parceiro diferente. A partir do dia 24, estará ao lado do britânico Andy Murray para a disputa do ATP 250 de Eastbourne, na Inglaterra. Nesta semana, com o polonês Lukasz Kubot, joga na Alemanha, no ATP 500 de Halle, em busca do tricampeonato. A estreia será nesta quarta-feira (19), por volta das 8h30 (horário de Brasília), diante dos holandeses Wesley Koolhof e Matwe Middelkoop. Depois da pausa em Eastbourne, dupla volta a se reunir para o Grand Slam, em Londres.

“A semana que vem seria de intervalo para nós, antes de Wimbledon, e então surgiu a oportunidade de disputar Eastbourne com o Andy Murray. Já tive o prazer de jogar com ele durante o IPTL e, agora, estaremos mais uma vez juntos”, afirma Marcelo.

Marcelo e Murray jogaram em dezembro de 2015, no International Premier Tennis League (IPTL), competição por times. Murray está voltando às quadras nesta semana, no ATP 500 de Queen’s, na Inglaterra, ao lado do espanhol Feliciano Lopez. Aos 32 anos, o ex-número 1 do mundo em simples não jogava desde janeiro, quando disputou o Aberto da Austrália e, depois, passou por duas cirurgias no quadril. Agora, retorna às duplas e aguarda um convite para a chave de simples de Wimbledon.

Em busca do tri em Halle - Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão mais uma vez em Halle, onde em 2017 e 2018 comemoraram o título do ATP 500. É o segundo torneio na grama em 2019, preparatório para Wimbledon, e a dupla joga como cabeça de chave número 1. Melo e Kubot desembarcaram na cidade alemã vindos de s-Hertogenbosch, na Holanda. Lá disputaram o ATP 250 que abriu a temporada na grama, chegando até as quartas de final. O Grand Slam, o terceiro do ano, começa no dia 1º de julho, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Kubot foram campeões em Wimbledon, em 2017, ano em que venceram também em s-Hertogenbosch (o primeiro título de Marcelo na grama) e em Halle. No ano passado, repetiram a conquista da Alemanha. "Fizemos dois jogos na Holanda, que foram positivos e, agora, é focar em Halle, em bons resultados, tentando acumular o maior número de partidas até o grande objetivo, que é Wimbledon", observa Marcelo.

Publicidade